Walt Disney, o maior otimista de todos

Walt Disney, o maior otimista de todos

 

Walter Elias Disney, ou simplesmente Walt, como ficou conhecido, foi um menino sonhador, que desenhava enquanto deveria ajudar o pai na fazenda em que morava em Marceline, pois tinha uma vontade já latente de modificar a sua realidade e a de quem estava a seu redor, colorindo-a e tornando tudo mais divertido.

Um menino que alegrava o seu dia com desenhos e que recebia apoio e suporte do irmão, e depois maior parceiro de empreitada, Roy O. Disney.

A história de Walt possui vários episódios interessantes, passando pela perda do coelho Osvald, que lhe foi retirado por uma manobra contratual, até a inauguração da Disneyland, na Califórnia, que teve problemas técnicos e de superlotação.

Mas o que nos chama a atenção é essa vontade enorme de fazer as coisas saírem do papel e mudar a realidade dele e de todos a sua volta, vencendo todo e qualquer problema que apareça.

 

“O primeiro passo para a conquista é o desejo” – Napoleon Hill

 

Quando ele viu problemas na Disneyland devido a grande quantidade de lojas que começaram a se aproximar do parque, tornando a logística cada vez mais complicada, ele logo pensou:”o que eu posso fazer para melhorar?”  A partir desse e de outros problemas, surgiu um de seus maiores feitos, o Walt Disney World, na Flórida, um complexo gigante feito com as ideias de melhoria que ele visualizou no primeiro parque.

O detalhe é que o parque foi feito em cima de um pântano e precisou de um grande esforço da equipe para ser construído, já que a área não era própria para isso. Mais uma vez, ele foi chamado de louco por muitos, mas não desistiu.

Com o foco de um bom Engenheiro, como alguns da equipe falavam, apesar de não o ser, Walt seguia sonhando e realizando, pois acreditava que “era divertido fazer o impossível.”

Desejar, ter vontade de fazer algo, esse é o primeiro passo para uma história de sucesso, mas não o único. É preciso ter muita resiliência, aquela qualidade que veio de termos da Física, em que uma mola volta ao seu estado natural depois de ter sido deformada.

Ser OTIMISTA não é ficar de braços cruzados e aguardar o “final feliz”, ser otimista é enxergar que existem possibilidades de tornar algo melhor, de refazer, por isso vem geralmente acompanha de determinação.

 

“Mickey era o próprio Walt Disney otimista… um otimista bastante esclarecido para saber que o progresso consiste em dois passos para a frente e um passo para trás.” – Oriana Fallaci

 

Quando li essa frase no Livro “A magia do Império Disney”, entendi como esse jeito otimista ajudou Walt, não apenas por acreditar que tudo daria certo, mas porque ele via as formas de tornar isso possível. Se algo saia do planejado, ele enxergava outra oportunidade. Não se abatia. Foi assim, inclusive, que ele criou o mais célebre personagem: o Mickey Mouse. Em um trem, após descobrir que estava novamente “perdido” financeiramente.

Buscar novas PERSPECTIVAS, RECOMEÇAR, SONHAR! Esse é um grande legado que ele nos deixou.

Não é a estrada que determina o seu futuro, é a sua forma de enxergar e fazer as coisas. Como disse Charles Chaplin, um dos maiores ídolos de Walt:

 

“Enquanto você sonha, você está fazendo o rascunho do seu futuro.”

 

Pois bem, seja otimista para recomeçar e continue SONHANDO!  😉 

 

 

* Dia 05 de dezembro de 2018, Walt faria 117 anos.

** A Walt Disney Company hoje é composta por várias empresas, como a ABC(maior Rede de TV do mundo), ESPN, parques, resorts, canais de rádio, cruzeiros, uma ilha no Caribe, empresas como a Marvel, Lucas Film, Pixar, entre outras derivadas como a Touchstone Pictures. Walt e sua equipe foram pioneiros e inovaram em áreas como a tecnologia e as animações, assim como fez os primeiros bonecos animatrônicos.

*** Todas as histórias nesse texto são retiradas de livros e documentários sobre a vida de Walt. Incluindo “Walt antes do Mickey”, “Maravilhas modernas: o mundo de Walt Disney” e “A magia do Império Disney”, de Ginha Nader.

By |2018-09-12T19:54:15+00:0030 de junho de 2018|Disney|0 Comentários

Comente: